Depois de uma longa batalha contra um câncer na mandíbula, o artista não resistiu e acabou falecendo nesta terça (4).

O locutor ficou famoso por sua autêntica maneira de narrar espetáculos nos rodeios. Isso revolucionou o mundo da narração e o fez famoso nos anos 90 após ir ilegalmente para o Texas (EUA), voltou com um microfone sem fio e invadiu a arena de rodeio com sua voz imponente “seguraaaaaa Peão!”.

O artista diz que sofreu tudo isso porque maltratou muitos animais no passado, em busca da fama usava de maus tratos com cavalos e bois: “Estou pagando toda a dor que causei e incentivei os outros a causar nos bichos dos rodeios” diz ele.

Asa Branca estava internado desde o dia 25 no Instituto de Câncer de São Paulo. Com muitas dores na região dos tumores e baixa saturação de oxigênio, o Artista não se alimentava nem mesmo através de sonda, e já não reconhecia a família. Além de câncer, ele também tinha HIV.

O comunicado foi feito pela família do artista: “É com muito pesar que informo a todos o falecimento do nosso querido Waldemar Ruy Asa Branca dos Santos. Em breve, mais informações”, dizia a nota publicada também nas redes sociais. O comunicado incluiu também uma frase do locutor: “Nunca abandone um amigo, independente de sua situação”.