Marília Mendonça foi a convidada de Tatá Werneck do Lady Night (programa do Multishow) que foi ao ar na segunda feira dia 6. E a cantora fez algumas revelações que impressionaram o público nas redes sociais. Uma delas foi que a sertaneja já foi traída aos 12 anos de idade: “Tudo na minha vida foi precoce, né? Meu primeiro chifre foi com 12 anos de idade!‘, disse.

Tatá questionou a afirmação da cantora surpresa: “Chifre?“. Marília, então, explicou toda a situação. “Eu namorava de pegar na mão, mas era um menino mais velho!“, disse. Durante a conversa, ela também revelou o que acredita ser sua fórmula para o sucesso: “Não ser aquela boneca em cima do palco e falar mesmo o que tem para falar e não se comportar como a ‘bela, recatada e do lar’. A gente conversa com as mulheres como se fôssemos amigas, e não rivais“, completou.

Marília também revelou detalhes de sua vida afetiva e até mesmo de seus parentes, experiências que serviram de inspiração para algumas de suas músicas. Como por exemplo uma tia traída, casada há muitos anos, que seguiu com o companheiro — situação retratada em Infiel. Segundo a cantora, sua família tem receio de aparecer nas canções, e sua mãe inspirou diversas músicas. Marília ainda revelou que os retratados cobram direitos autorais sobre as músicas.

— Até os ex-namorados, quando eu fazia alguma música, eles vinham com a conversa de “e aí, não vai liberar meu direito autoral, não? Você tá contando a minha história pro povo”— contou Marília.