Luan Santana anunciou na tarde de ontem (10) que está preparando um novo projeto com parcerias femininas. Através da redes sociais, o cantor já havia postado dois vídeos com supostas integrantes do álbum. O material de divulgação diz que o disco é um tributo ao sexo “nada frágil” e que o cenário do DVD é um ambiente industrial que lembra às operárias e suas constantes lutas por igualdade de direitos ao longo da história.

O nome do disco será “1977″, em referência ao ano em que a ONU instituiu o “Dia Internacional da Mulher” no calendário.  Para a gravação, que acontecerá ao longo da próxima semana, o cantor convidou seis mulheres: as cantoras Marília Mendonça, Ana Carolina, Anitta, Sandy e Ivete Sangalo, além da atriz Camila Queiroz, que nunca gravou ou se apresentou como intérprete profissionalmente, mas que foi vista por Luan cantando num vídeo do aplicativo Snapchat.

O projeto, mais uma vez, terá produção musical de Dudu Borges. Além das parcerias, haverá interpretações solo do cantor. O repertório será totalmente inédito e quase 80% autoral. Das 11 faixas previstas, o sertanejo só não compôs três. A ideia do sertanejo é que o álbum seja lançado até o fim de novembro pela Som Livre.