Nichollas Marchell, 25, resolveu largar o emprego em uma companhia de software com salário de 20 mil/mês, para abrir seu próprio negócio, uma empresa de tecnologia, desenvolvedora de aplicativos com foco em mobilidade urbana.
Atualmente ele fatura R$ 80 mil/mês com a Appmoove, criadora do Pare Azul, um dos aplicativos disponíveis para comprar cartão de zona azul digital na cidade de São Paulo.
Marshell diz que o projeto para criar o Appmoove foi feito como plano de negócio para a conclusão do curso de administração de empresas com ênfase em tecnologia da informação. No entanto seu primeiro aplicativo, Locomoove, utilizado para chamar táxi, não teve sucesso e o projeto foi paralizado em agosto de 2012.
Em janeiro de 2014 ele criou o Pare Azul. Tentou levantar recursos com investidores para o negócio prosperar mas não conseguiu.  Para tentar obter recursos da FAPERJ (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado Rio de Janeiro) abriu a empresa oficialmente em outubro de 2015 no Rio de Janeiro.
“Eu não consegui ajuda da FAPERJ, e também tinha dificuldades para encontrar mão de obra qualificada. Soube que havia muitos profissionais no Paraná por causa da Universidade Tecnológica do Paraná e resolvi transferir a sede para a cidade de Campo Mourão em julho de 2016”.
Hoje a sede e o centro de desenvolvimento ficam no Paraná, mas a empresa mantém escritórios em São Paulo e no Rio de Janeiro somando 14 funcionários ao todo.
No ano passado a empresa faturou R$ 180 mil. Para este ano a previsão é de que o faturamento chegue a 5 milhões.
Fonte: UOL